De fora para dentro. De dentro para fora.

Sempre que ela pede, eu abro a minha mão.
Sempre que eu abro a minha mão, ela põe qualquer coisa cá dentro.
Sempre que ela põe qualquer coisa cá dentro, as minhas mãos ficam mais abertas.
Suponho que isto seja mesmo assim.

Minês

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s