Gratidão

Querida mamã e querido papá,

Quando, do alto da minha já rebelde pré-adolescência, começar a esgrimir argumentos umbiguistas e vos confrontar com todas as conspirações do mundo contra mim – porque preciso de ensaiar convosco (e contra vocês) a minha futura independência, porque preciso de aprender a lidar com o mundo real como pessoa adulta e com as minhas ansiedades e (óh, meu Deus, óh, os meus e só meus) problemas existenciais  – lembrar-me-ei de que, desde o exacto segundo em que comecei a existir dentro da tua barriga, mamã, e dentro do teu pensamento, papá, puseram sempre, sem hesitar, a minha vida à frente da vossa.

E que me mudaram muitas, muitas fraldas.

Assinado: a vossa filha.

Minês 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s