Matéria-prima

Quase um século separa estas mãos e eu quase nem as distingo.

São estas mãos mas mesmo que fossem outras, de outras nossas pessoas  – de antes ou depois -, diferença alguma vislumbraria, que numa linha contínua não há antes nem depois, nem princípio nem fim.

Todas essas pessoas foram matéria-prima e produto final feito matéria-prima.

Ou o conforto de saber que construir é tarefa exigente e que, ainda assim, vai haver umas mãos, de antes ou depois, que saberão sempre como nos consolar.

Miguel

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s